Dicas para tornar inclusiva a educação física nas escolas

Confira dica de curso gratuito, estudo de caso e relatos de experiências de educadores sobre boas práticas pedagógicas inclusivas na educação física

A educação física inclusiva possibilita que todos os estudantes tenham acesso ao currículo da disciplina. Ela proporciona a valorização da diversidade, estimula o desenvolvimento de habilidades e valoriza as competências individuais.

A disciplina tem um grande potencial para ser trabalhada de forma integrada com conteúdos de outros componentes curriculares e criar um ambiente colaborativo nas escolas.

Crianças jogam vôlei sentados na quadra. Ao centro, um menino em cadeira de rodas, se prepara para rebater a bola que chega até ele. Fim da descrição.
Foto: Pat Albuquerque

Quer saber mais sobre como incluir?

Tanto para a educação física, quanto para o ensino de qualquer outra área do conhecimento, é preciso reconhecer e considerar todas as características da turma e pensar em práticas pedagógicas que incluam todos os estudantes.

Mas como os interesses e as potencialidades dos estudantes podem ser explorados como estratégia para o ensino? Partir do repertório e das predileções dos estudantes torna o processo de ensino-aprendizagem muito mais espontâneo, prazeroso e significativo para todos.

Dois meninos engatinham lado a lado em sentidos opostos sob uma trama de barbantes amarrados no topo de cones.
Foto: Pat Albuquerque

Além disso, é fundamental que os educadores de educação física flexibilizem regras e recursos para criar práticas inclusivas. O professor deve considerar os estudantes para avaliar a necessidade de transformação das estruturas e suportes necessários para o desenvolvimento das atividades que compõem a educação física, bem como as normas dessas práticas.

Para ajudar no planejamento de aulas de acordo com a aprendizagem das competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física (1 de setembro), o DIVERSA selecionou artigos de especialistas, estudo de caso, relatos de experiência de educadores e dica de curso gratuito de educação física inclusiva. Confira!

Explore reflexões de especialistas

Nos artigos abaixo, especialistas apontam caminhos para superar paradigmas no ensino de educação física:

Dois garotos jogam tênis juntos com raquetes feitas de material reutilizável pintado de azul.
Foto: Leonne Sá Fortes.

+ Você sabe o que é educação física inclusiva?
Entenda a diferença entre a educação física inclusiva e a adaptada a partir de experiências educacionais reais.

+ Estratégias para a educação física inclusiva
Confira sugestões para construir um planejamento que acolha a diversidade dos estudantes e que assegure a participação de todos nas aulas.

+ Caminhos para a educação física inclusiva no ensino médio
Veja como estratégias inclusivas contribuem para a igualdade e para o enfrentamento de todas as formas de preconceito, discriminação e violência.

Caso de Educação Física Inclusiva no Brasil

Leia o estudo de caso do DIVERSA e assista ao vídeo que conta a história e evolução da educação física inclusiva no Brasil. Entenda também como flexibilizar recursos e regras para proporcionar práticas inclusivas.

Educação física inclusiva na prática

Como podemos colocar ideias em prática? Inspire-se na experiência de docentes que criaram estratégias de inclusão a partir de sua realidade.

+ Escola usa minitênis para trabalhar sustentabilidade e inclusão
Unidade driblou os altos custos associados à prática do tênis e garantiu que estudantes com e sem deficiência vivenciassem juntos o esporte.

+ Badminton inclui estudantes com diferentes deficiências em escola de Natal
Projeto foi praticado em conjunto por estudantes com e sem deficiência graças à flexibilização de regras e recursos.

+ Escola usa ginástica rítmica para incluir crianças de área de vulnerabilidade
Iniciativa permitiu aos estudantes trabalhar de forma autônoma os movimentos do esporte olímpico.

 No DIVERSA, existem mais de 50 experiências reais de educadores que desenvolveram atividades conjuntas para alunos com e sem deficiência. Inspire-se!

Curso gratuito de educação física inclusiva

Dois meninos dançam com uma laranja equilibrada entre seus bochechas. Fim da descrição
Foto: Pat Albuquerque

Em 2018, o Instituto Rodrigo Mendes lançou o Portas abertas para a inclusão: educação física inclusiva na modalidade a distância (EAD). O curso tem 40 horas de duração e é composto por textos e videoaulas.

Embora tenha educadores como público-alvo, o curso não exige pré-requisitos e é totalmente gratuito e acessível, com recursos de Língua brasileira de sinais (Libras), legendas e audiodescrição. Após concluir todas as etapas, os cursistas recebem certificação.

Ficou interessado? Inscreva-se e comece o curso agora mesmo!

Está com dúvidas?

O Fórum é o espaço para a Comunidade DIVERSA enviar perguntas, compartilhar dúvidas e trocar ideias sobre as diferentes dimensões da educação inclusiva. Saiba quais são as principais discussões sobre como tornar o conteúdo de Educação Física acessível e participe das conversas.

+ Como realizar atividades de educação física inclusiva?

+ Quais boas práticas de educação física inclusiva vocês conhecem?

Quer se informar ainda mais? Navegue no DIVERSA e conheça outros materiais pedagógicos acessíveis e leia vários conteúdos sobre educação inclusiva. Aproveite também para esclarecer dúvidas, responder perguntas e trocar ideias com a Comunidade DIVERSA. Basta se cadastrar para começar a interagir!

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: