Quitéria Quintino e Silva Lima

O projeto Incluir Brincando vem nos proporcionando inúmeras experiências a partir do desenvolvimento do brincar na escola e na comunidade.

Sabemos que os desafios encontrados são diversos, porém não somos habilitadas, e as escolas não são adaptadas estruturalmente para receber o aluno com qualquer deficiência. E quando se tratava de incluir o aluno com deficiência nas brincadeiras tornava-se complicado, pois nem todas as brincadeiras conseguiam inclui-lo.

Com a chegada do projeto, nós educadoras percebemos que as atividades podem tornar-se fáceis e mais divertidas se houver sempre união mútua entre todos os envolvidos.

Durante a implementação do projeto Incluir Brincando em nossa escola (Minicentro), começamos a desenvolver atividades envolvendo mais brincadeiras e jogos variados dentro e fora da sala de aula; onde as crianças começaram a participar com mais entusiasmo, buscando soluções para resolverem os próprios conflitos e passaram a usar sua própria criatividade. As crianças criam brincadeiras e convidam outras crianças para brincar e se divertir.

Para nós educadoras foi uma experiência nova. Uma vez que o brincar já existia dentro da sala de aula, mas não dessa forma, envolvendo todos da escola. Com a chegada do projeto, melhoras foram acontecendo e hoje já existe uma aceitação maior para com o projeto. Continuamos engajados e buscando sempre novidades para trazer e aplicar na sala de aula com a importância de incluir a todos principalmente a criança com deficiência.

No dia 03 de abril de 2014, realizamos na Escola Municipal de Educação Básica Profa. Maria Isabel de A. Lopes (Minicentro) o dia do Brincar Inclusivo com a comunidade. Compareceram poucos pais; talvez por não saberem ou nunca terem ouvido falar sobre o assunto. Mas o que faltava mesmo era quebrar essa barreira entre escola e comunidade, o que acabou acontecendo após esse dia. A escola preocupou-se em criar um ambiente acolhedor e buscar momentos de entrosamento e prazer entre pais, professores e alunos, realizando atividades para que todos pudessem se divertir juntos.

A dificuldade que encontramos foi que muitos pais ainda não acreditam que o desenvolvimento de uma criança também depende do brincar. A escola em si quis mostrar a importância desse brincar através de palestra, vídeos e brincadeiras. Tivemos um retorno gratificante com as atividades propostas, pois, o envolvimento e a participação dos pais foram alcançadas durante todo processo.

Toda equipe engajou-se com entusiasmo, com a finalidade de realizar estratégias para esclarecer aos alunos e à comunidade orientações para trabalhar a importância do brincar na escola. Aos poucos percebe-se que já houve avanço por parte dos pais; de que a escola não é apenas o lugar onde a criança aprende a ler e escrever, e sim, um lugar prazeroso onde são afloradas brincadeiras para o desenvolvimento dessas crianças.

 

Participaram deste relato as educadoras:

Lianna Emídio de Souza Silva

Rosileide Belo Moreira

Quitéria Maria da Silva

Quitéria Quintino e Silva Lima

 

Turma do Projeto: Barra Brinca

Participante do projeto Incluir Brincando – 2014

 

 

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: