Tabela periódica magnética

Este material pedagógico acessível foi desenvolvido para facilitar a compreensão da tabela periódica de elementos químicos. A Tabela periódica magnética é composta por: uma placa de MDF com informações dos elementos químicos gravadas na cortadora a laser com diferentes texturas; peças de MDF cortadas a laser e imantadas, que representam elementos químicos de duas famílias; cartas de apoio com questões sobre os elementos químicos.

O jogo consiste no sorteio de uma carta por um estudante ou grupo com uma pergunta referente aos elementos químicos. Caso o estudante ou grupo adversário acerte a resposta, pode encaixar a peça com o símbolo do elemento químico na tabela.

Articulação com a Base nacional comum curricular

Considerando o relato de experiência de educadores da EMEF Frei Damião e outras possibilidades de uso na escola, a Tabela periódica magnética pode ser usada como estratégia pedagógica para as seguintes habilidades da Base nacional comum curricular (BNCC):

Ciências

UNIDADE TEMÁTICA Matéria e energia
OBJETO DE CONHECIMENTO Aspectos quantitativos das transformações químicas

Estrutura da matéria

Radiações e suas aplicações na saúde

HABILIDADE (EF09CI02) Comparar quantidades de reagentes e produtos envolvidos em transformações químicas, estabelecendo a proporção entre as suas massas.

 

(EF09CI03) Identificar modelos que descrevem a estrutura da matéria (constituição do átomo e composição de moléculas simples) e reconhecer sua evolução histórica.


Atributos do Desenho universal para a aprendizagem

A concepção deste material foi inspirada no Desenho universal para a aprendizagem (DUA). Para minimizar as barreiras à participação autônoma de estudantes, com ou sem deficiência, utiliza recursos visuais e táteis, conta com diferentes texturas para cada família de elementos e possui imantação de peças para fácil fixação na tabela.

  • Apresentação: além da apresentação visual dos elementos químicos organizados na tabela periódica, as cartas permitem trabalhar com vias de aprendizagem textuais.
  •  

    Interação e expressão: os estudantes podem explorar a tabela através do tato e da percepção visual da estrutura da tabela. Além disso, os estudantes puderam ler e responder perguntas dos colegas conversando e trocando experiências entre os pares.

  •  

    Motivação e engajamento: a principal estratégia de motivação e engajamento foi articular os elementos químicos com objetos presentes no cotidiano dos estudantes (como o grafite do lápis). Outro recurso de engajamento foi a montagem de um jogo de perguntas e respostas em grupo.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: